12/04/2021

Cuidados com a saúde para viagens longas

Na hora de escolher um destino atrativo para uma viagem de férias, muitas vezes são os locais distantes que acabam sendo os escolhidos. Quando se trata de deslocamentos de longa distância, alguns cuidados são fundamentais, afinal, os problemas de saúde durante as viagens aéreas demoradas são relativamente comuns, segundo Dr. Rafael Gavinhos, médico coordenador da UTI Cardiológica do Hospital Vera Cruz. “As alterações na cabine podem causar diversos reflexos em nosso organismo. A imobilidade prolongada é o principal fator que leva à trombose venosa profunda e à embolia pulmonar, mas há outros problemas bastante comuns nos voos longos”, diz.

Ele afirma que os idosos são os mais afetados por já apresentarem comorbidades importantes, como doenças cardiovasculares e pulmonares, terem menor reserva funcional e serem mais propensos à desidratação. Para que a viagem seja prazerosa do começo ao fim, veja algumas dicas do especialista do HVC para que as longas horas de deslocamento não impactem negativamente a saúde. 

Atitudes preventivas:

Alguns cuidados fazem toda a diferença para evitar problemas circulatórios nos voos de longa distância. Veja o que precisa ser prioridade e o que deve ser evitado:

– Não fumar antes de embarcar;

– Beber bastante líquido durante a viagem;

– Movimentar-se dentro do avião a cada duas horas para ativar a circulação das pernas;

– Evitar roupas muito apertadas;

– Evitar bebidas alcoólicas;

– Evitar sedativos para não ficar em uma mesma posição durante muito tempo;

– Usar meias compressoras;

– E nos casos de pacientes que já apresentaram evento de tromboembolismo venoso ou se houver antecedente familiar, é recomendado procurar o médico antes de viajar para adequar as medidas preventivas.

Check list para quem sofre com problemas cardiorrespiratórios:

Os pacientes com doenças crônicas precisam de cuidados extras e devem seguir algumas recomendações:

– Levar consigo o relatório das condições de saúde assinado pelo médico e um eletrocardiograma recente para facilitar o tratamento caso haja algum incidente;

– Levar na bagagem de mão os medicamentos de uso habitual e ingeri-los conforme horário de costume, tendo atenção para a mudança de fuso horário;

– Pacientes hipertensos devem evitar alimentação com excesso de sódio, bem como ingestão de bebida alcoólica e café;

– Pacientes com doenças pulmonares obstrutivas crônicas devem ser avaliados pelo seu médico quanto à necessidade de oxigênio suplementar durante o voo.

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Twitter
Newsletter
Newsletter

Assine nossa newsletter

Assine a nossa newsletter para promoções especiais e atualizações interessantes.