04/11/2020

Câncer de próstata, o diagnóstico precoce preserva a vida.

O QUE É CÂNCER DE PRÓSTATA?

O câncer de próstata se caracteriza pelo crescimento descontrolado de células desta glândula, que, em algum momento, adquirem características anormais, rápida e desordenadamente.

Em seu funcionamento normal, o corpo substitui as células antigas por células novas e saudáveis. As mutações genéticas podem alterar a habilidade da célula de manter sua divisão e reprodução sob controle, produzindo células em excesso, formando assim o tumor maligno.

O QUE CAUSA O CÂNCER DE PRÓSTATA?

Os fatores de risco são obesidade, alimentos gordurosos e prostatite crônica (inflamação persistente ou permanente da próstata).

O histórico familiar, no entanto, é o principal fator. Mas a ciência ainda não conseguiu determinar uma causa específica para o surgimento deste tipo de câncer.

A DIFERENÇA ENTRE CÂNCER E CRESCIMENTO BENIGNO (HIPERPLASIA DA PRÓSTATA):

A partir dos 40 anos de idade, é natural que a glândula da próstata comece a apresentar um crescimento de volume que, normalmente, é identificado como hiperplasia benigna da próstata, ou seja, equivale a um tumor benigno.

Diferente de quando o mesmo fenômeno se apresenta na condição de um tumor maligno e, portanto, canceroso.

Geralmente, em ambos os casos, os fatores genéticos são os mais comuns.

QUAL A SUA INCIDÊNCIA?

A hiperplasia benigna da próstata, a partir dos 50 anos de idade, ocorre em praticamente 100% dos homens em seus diversos graus de intensidade.

Já o carcinoma da próstata (câncer de próstata), em princípio, nada tem a ver com o surgimento da versão benigna e muitas vezes não tem sintomas. Por isso, a grande importância de se fazer os exames preventivos a partir dos 40 anos de idade.

O câncer de próstata é o tumor masculino mais comum, sendo responsável por 1/3 dos tumores malignos no homem.

Uma curiosidade: o câncer de próstata é menos comum nos indivíduos de origem asiática e mais comum nos de origem africana.

A PREVENÇÃO:

É importante que, independente de casos familiares, homens a partir dos 45 anos façam o exame de sangue (PSA) e o exame de toque uma vez ao ano. Já para os homens que têm casos de câncer de próstata na família, a recomendação é que esses exames sejam feitos a partir dos 40 anos ou diante de qualquer percepção de anormalidade.

O licopeno é considerado um aliado na prevenção do câncer de próstata e esse nutriente é encontrado no molho de tomates. Para se obter um volume considerável de licopeno, o tomate tem que estar cozido. Quando cru, o volume de licopeno é muito menor.

E o alto consumo de carnes vermelhas é considerado um fator agravante caso o paciente tenha alguma predisposição ou tendência para o câncer de próstata (como a ocorrência de casos em familiares próximos, como irmãos, pai, avôs ou tios e primos de primeiro grau).

OS SINTOMAS:

Podemos considerar que, em muitos casos, o câncer de próstata é assintomático, ou seja, o homem não sente dores ou qualquer alteração em suas funções do aparelho genital.

Mas, quando surgem, os sintomas normalmente são:

  • Dificuldade de urinar.
  • Presença de sangue na urina.
  • Maior frequência para urinar à noite.
  • Dores no ato de urinar.
  • Dores ou desconfortos anormais na ejaculação.

 

CHANCES DE CURA:

Quando diagnosticado em estágio inicial, a chance de cura de um câncer de próstata pode ultrapassar os 90%. Por isso é tão importante que, rigorosamente, os exames anuais sejam feitos em caráter preventivo a partir dos 45 anos de idade ou antes, caso haja histórico familiar.

O TRATAMENTO:

O tratamento do câncer de próstata é personalizado, ou seja, cada caso é um caso e para cada estágio do tumor é adotada uma conduta clínica específica.

Os tipos de tratamento são: cirúrgico, quimioterápico, radioterápico e hormonal, que podem ser adotados isoladamente ou associados.

Nos casos benignos, hoje a medicina moderna dispõe da cirurgia minimamente invasiva através de equipamentos que se utilizam do laser para diminuir o volume da glândula.

Quando o tumor é maligno, no Brasil já existem equipamentos de robótica e, com o tempo, esse sistema deverá substituir a cirurgia convencional.

 

ORIENTAÇÃO DO HOSPITAL VERA CRUZ SOBRE O CÂNCER DE PRÓSTATA:

O texto acima já deixou clara a grande importância dos exames preventivos para que se possa detectar precocemente o câncer de próstata, já que o índice de cura é altíssimo quando diagnosticado de início.

Vale salientar que ainda é enorme o preconceito dos homens brasileiros com relação ao exame de toque retal, que, em nenhuma hipótese, substitui o exame de sangue (PSA). O diagnóstico só pode ser considerado seguro depois da avaliação pelo urologista dos resultados dos dois exames.

E, no sentido de acabar com esse preconceito, é importante saber que o exame de toque retal não leva mais que 30 segundos e está comprovado cientificamente que em nenhuma hipótese existem efeitos colaterais indesejáveis e, muito menos, compromete a masculinidade do indivíduo.

Em troca, o paciente recebe um diagnóstico preciso que, diante da existência de um tumor maligno, permite tomar todas as providências necessárias a tempo de evitar metástases (que geralmente vão para os ossos) e aumentar sobremaneira as chances de cura definitiva.

Não existem, portanto, razões para preconceitos quanto ao exame de toque retal.

Compartilhe no Facebook Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Twitter
Newsletter
Newsletter

Assine nossa newsletter

Assine a nossa newsletter para promoções especiais e atualizações interessantes.